Primeira edição do Festival Minas no Plural Literária promove inclusão e acessibilidade


Com o compromisso de partilhar diferentes narrativas e descobertas, o Festival Minas no Plural Literária, realizado pelo Instituto Periférico e patrocinado pela Gerdau, ocupará espaços e equipamentos do Circuito Liberdade entre 11 e 14 de agosto. A primeira edição do evento é especialmente dedicada a promover a inclusão e a acessibilidade de pessoas com deficiência, principalmente no campo da leitura, e a valorização de autores e artistas mineiros, como o escritor belo-horizontino Wander Piroli, que será homenageado com uma exposição bibliográfica sobre sua obra.


A programação, gratuita e acessível, conta com seminário, palestras, feira de publicações independentes, exposição e apresentações artísticas, além de oferecer atividades de criação, edição e circulação de livros, reflexões sobre a literatura, as artes e o conhecimento científico.


“O projeto é composto de atividades diversificadas, com o intuito de democratizar o acesso à leitura e à informação, promovendo a inclusão, a cidadania e a representatividade, por meio de diversas atividades culturais. Um dos nossos grandes objetivos é promover o acesso das pessoas deficientes aos espaços de fomento à leitura, além de fortalecer a relação de equipamentos culturais com a comunidade e artistas locais", destaca a presidente do Instituto Periférico, Gabriela Santoro.


O Circuito Liberdade é a casa da primeira edição do Festival Minas no Plural Literária. O conjunto está localizado na região central de Belo Horizonte e é composto por 32 instituições, que permeiam diferentes aspectos do universo cultural e artístico, assim como da economia criativa. Em comum, os equipamentos da zona cultural buscam explorar e valorizar a diversidade de manifestações culturais, tudo isso em uma área de enorme valor simbólico e histórico de Belo Horizonte.


SEMINÁRIO SOBRE ACESSIBILIDADE

A discussão sobre o acesso de pessoas com deficiências a espaços e equipamentos culturais, em especial aqueles voltados para a leitura, é uma das pautas de destaque do "Seminário Minas no Plural: as histórias de muitas pessoas, no horizonte de todas", que acontece no dia 12 de agosto, no Circuito Liberdade| Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais, de forma híbrida.Entre as atividades que constituem a programação do evento, o projeto inclui nomes como Mariana Rosa, Fabrício Marques,Carolina Fedatto, Carla Mauch, Brisa Marques, José Falero e Miriam Alves, além de muitos outros.


EXPOSIÇÃO CONTA A HISTÓRIA DE WANDER PIROLLI

A exposição "Wander Piroli: inventor do que existe" é uma mostra bibliográfica e afetiva da obra do escritor que fez de sua vivência no bairro Lagoinha, em Belo Horizonte, matéria literária. Composta por livros, fotografias, dados biográficos e textos literários, a mostra conta com a curadoria de Carolina Fedatto e projeto expográfico do coletivo de arquitetos Micrópolis, e será exibida de 11 de agosto a 28 de outubro, no Circuito Liberdade, na galeria Paulo Campos Guimarães, localizada na Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais.


Conheça a programação e inscreva-se nas atividades em: https://www.institutoperiferico.org/minasnoplural

51 visualizações