Banner-Mirada-Peri-2020.jpg

O PROJETO

MURAIS COMUNITÁRIOS VÃO REVITALIZAR ÁREAS DEGRADADAS E VALORIZAR A AUTOESTIMA DA COLETIVIDADE

O projeto Miradas de Afeto tem como missão promover a visibilidade de identidades coletivas, revitalizar espaços urbanos e estimular práticas cidadãs que contribuam para a transformação das comunidades envolvidas. Idealizado pela artista plástica e muralista Anna Göbel, e realizado pelo Instituto Periférico, o projeto vai colorir muros, fachadas, becos e equipamentos urbanos inspirado em temas conectados à memória afetiva das 12 localidades participantes, distribuídas por quatro eixos que remetem a características regionais: Fogo (manifestações artísticas e religiosas); Terra (cultivo sustentável); Água (preservação das bacias hidrográficas); e Ar (brincadeiras infantis). Além do envolvimento comunitário, a produção dos murais contará com o apoio de parceiros locais.

Painel01.jpg

COMO FUNCIONA

CONHEÇA O PROJETO E OS EIXOS PREVISTOS PARA ESTA EDIÇÃO DO MIRADAS DE AFETOS

Em cada etapa, a equipe liderada por Anna Göbel vai percorrer comunidades de três municípios para produzir os murais nos locais definidos pelos parceiros, que também participam das atividades. Todo o processo de construção temática das obras será documentado através de imagens e vídeos. Ao final do projeto será produzido um documentário “semente”, que terá como objetivo auxiliar na disseminação de iniciativas de revitalização urbana e de resgate da memória coletiva de outras comunidades. 

*Em decorrência da pandemia de Covid-19, todas as atividades do projeto respeitarão os protocolos sanitários estabelecidos pelas autoridades competentes.

 

EIXOS

Saiba quais são as etapas, eixos e comunidades envolvidas

 

FOGO: abrange os municípios de Berilo, Chapada do Norte e Araçuaí, no Vale do Jequitinhonha. O registro e a valorização das manifestações artísticas e religiosas dessas comunidades contarão com a parceria do Centro de Cultura Memorial do Vale e do fotógrafo Lori Figueiró. As atividades do projeto vão dialogar com as riquezas das práticas culturais da região, presentes na tradição dos grupos de tamborzeiros, congados, benzedeiras e artesãos, e da festa de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de Chapada do Norte, tombada como bem imaterial pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Nacional (Iphan).

AR:  as brincadeiras de crianças de Belo Horizonte (Vila Acaba Mundo), Nova Lima (Bairro Boa Vista) e Raposos (Casa de Gentil) vão inspirar a pintura dos muros destas comunidades. O olhar atento e plural à cultura da criança, seus artefatos, brincadeiras e saberes será do projeto Infâncias, nosso parceiro nesta etapa. A partir dos registros focados nos cotidianos infantis, o projeto Infâncias produzirá pequenos inventários que incluem brinquedos e brincadeiras, hábitos e costumes, além de narrativas sobre os saberes e fazeres de crianças e adultos das três comunidades.

TERRA: plantar, colher e compartilhar seus frutos. Este ciclo de afeto pela vida conduzirá o diálogo com as comunidades de Jaboticatubas, Simonésia e Ribeirão das Neves, em parceria com a Rede de Intercâmbio de Tecnologias Alternativas, que atua há mais de 30 anos pelo cultivo sustentável da terra. A agricultura foi a responsável por fixar as comunidades humanas nos territórios, criando os primeiros laços de identidade das sociedades com suas ocupações. A terra, sempre generosa, precisa ser tratada com técnicas que respeitem sua vitalidade e a qualidade de seus alimentos, para que sua função social seja preservada. 

ÁGUA: está pintando a sustentabilidade ambiental nas comunidades de Ouro Preto, Sabará e Raposos. As águas criam vida, vínculos e raízes entre as comunidades. Queremos despertar a atenção para a recuperação da Bacia Hidrográfica do Rios das Velhas, cujas águas abastecem cerca de cinco milhões de pessoas em 51 municípios mineiros. O parceiro desta etapa é o projeto Manuelzão, que há mais de duas décadas atua na defesa deste bem essencial para a humanidade e para o planeta. 

mandala.png
Parede Azul Lavado

ANNA GÖBEL

Anna Göbel é artista plástica, escritora, ilustradora, professora e promotora de projetos que estimulam a participação da sociedade nas construções artísticas. De origem alemã, nasceu na Espanha, mas foi criada entre Alemanha e Argentina, onde se formou em artes plásticas e pedagogia pela Universidade de Belas Artes de Buenos Aires. 

Participou de mais de 50 exposições artísticas individuais e coletivas na Europa e na América do Sul, apresentando produções de variadas técnicas e plataformas, como xilogravuras, pinturas, instalações e murais. No Brasil, onde mora desde 1995, publicou 15 livros e ilustrou obras literárias de importantes autores brasileiros. Também desenvolve projetos artísticos que projetam imagens e mensagens em paredes de edifícios e outros grandes equipamentos urbanos. 

Nos últimos anos, Anna tem desenvolvido projetos de educação social em comunidades rurais e indígenas. Recentemente, passou a produzir intervenções de arte urbana, como o muralismo, técnica que se popularizou no México na década de 1920, com o objetivo de retratar a realidade e a identidade das camadas populares daquele país. Não por acaso, os projetos desenvolvidos por Anna Göbel têm a participação da população e de parceiros que atuam para melhorar a vida dessas comunidades.

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
  • Flickr - Black Circle
anna_web.jpg
 

EIXO FOGO

O eixo Fogo, primeira etapa do Miradas de Afeto, realizou-se entre os dias 15 e 20 de fevereiro nas cidades de Chapada do Norte, Berilo e Araçuaí, no Vale do Jequitinhonha. Com grande envolvimento de artesãos, comunidades, voluntários e parceiros do projeto, as fachadas, paredes, muros e murões das três localidades ganharam formas e cores que refletem a diversidade cultural da região. Foi um verdadeiro encontro de experiências e identidades que mudou paisagens e vidas. O eixo contou com a parceria do fotógrafo Lori Figueiró, do Centro de Cultura Memorial do Vale, e com o apoio das Prefeituras Municipais de Chapada do Norte e Berilo. Saiba mais

 
Fotos: Lori Figueiró
 

PARCEIROS

O projeto Miradas de Afeto também recebeu o apoio de diversas organizações governamentais, não-governamentais, associações e entidades da sociedade civil, empreendedores, artistas e pessoas físicas. A esta construção coletiva engajada e carinhosa, nossos afetuosos reconhecimentos. 

EIXO FOGO - Centro de Cultura Memorial do Vale e Lori Figueiró

Chapada do Norte: Prefeitura Municipal de Chapada do Norte, Tamborzeiros de Nossa Senhora do Rosário, Congado de Nossa Senhora do Rosário, , Marcone Evangelista da Silva, Otaviano Lourenço de Matos, Mauricio Costa, Adriane Aparecida Pinto Coelho, Elem Neiva, Aécio Miranda, Carlos Wilson de Souza Azevedo, Ednaldo Aparecido Soares, Josivan Alves da Silva, Aneli de Fátima Pereira, Adão do Rosário Pereira, João Gualberto Pereira, João Alves Pereira, Ana Maria Aparecida Pereira, Maria Soares Ferreira, João de Jesus Soares e Maria Antonia Soares.

BeriloPrefeitura Municipal de Berilo, Congado de Nossa Senhora do Rosário dos Quilombolas de Berilo, Leticia Ferreira Amaral Silva, José Pereira Coelho, Sanete Esteves Sousa, Carlos Wilson de Souza Azevedo, Maria Vilma Fernandes de Souza de Jesus, José Aparecido de Sales e Natalina Soares de Souza.  

Araçuaí: Tamborzeiros de Nossa Senhora do Rosário, Cledson Borges Pereira, Paulo Vitor Dias dos Santos, Carlos Wilson de Souza Azevedo, Sebastião Roque e José Maria Vieira Santos.

Eixo Água: Projeto Manuelzão
Eixo Terra: Rede de Intercâmbio de Tecnologias Alternativas

Eixo Ar: Projeto Infâncias.

 

AGRADECIMENTOS

Agradecemos a todos os que contribuíram para levar o Miradas de Afeto às comunidades mineiras. A campanha colaborativa foi fundamental para impulsionar a realização deste projeto. 

 

Editora Autêntica, Editora Lê, Adriana Belisário, Adriana Rosado, Alessandra Peixoto, Aline Lacerda da Silva, Ana Carolina Gomes Pereira, Ana Luiza Roscoe Santoro, Barbara Goebel, Carla Guimarães, Carla Guimaraes, Carolina de Moura Campos, Christiane Pereira Goulart, Cláudia Santoro, Cristiane Serpa, Cristina Araújo, Dani Bernardi, Débora Figueiredo de Melo Souza, Debora Piazarollo Moreno, Denise Martins, Denise Reis, Diego Lemos, Eduardo Filizzola, Fernanda Costa, Flavia, Flaviane, Geraldo Souza, Giovana De Sousa Rodrigues, Gustavo Braga Azevedo, Helena Flávia Marinho de Lima, Imaia Arrivabene Ribeiro, João André Escobar Cerqueira, Jose Ronaldo Teixeira Silva, Júlia Sant'Ana, Katia Maria Amaral Pires, Larissa, Leila Amoedo, Ligia Albuquerque de Araujo, Lilian Ribeiro, Luciana, Marcelo Magalhaes, Marcia, Márcia Maria Araújo dos Santos Carneiro, Marcia Pearce, Maria Cerqueira, Maria Angela de Freitas, Maria Inês Gariglio, Maria Jose Chaves, Mariana Pinto da Mata Machado, Marina Dubal, Martina Ensinger, Mercedes Barragán, Michael Schneider, Mônica Meyer, Mulambo Do Sertão, Paula Jordao, Raíza de Almeida Aguiar, Raquel Cheyne Prates, Robson de Paula, Rosana de Souza Azevedo Oliveira, Santuza, Sergio Aguiar, Silvana Lodi, Stephen Blanton, Suzana Cadaval, Taís Michel, Tulio Renato Candido De Souza, Verena Göbel e Viviane Denardi.

ma_Rodapé-Peri.png